segunda-feira, 1 de outubro de 2007

Não resisti e aderi a causa! O australiano, Juan Mann, resolveu fazer aos outros aquilo que não fizeram a ele. Com um cartaz na mão escrito “Abraço Grátis”, foi para uma praça esperando abraçar qualquer um que necessitasse de uma pequena demonstração de calor humano. Ao mesmo tempo, meu amigo Bruno Ribeiro, ex-vocalista da banda Try Again, fez a mesma coisa dizendo: “Com este pequeno gesto, não podemos mudar o mundo, mas as pessoas que vivem nele!”Talvez uma iniciativa como a de Juan, que foi seguida de perto por Bruno, seja o que falta para temperar com sal o nosso cotidiano, já tão sem gosto!Afinal de contas, tomar atitudes simples que possam expressar que somos TODOS humanos, que TODOS viemos de um mesmo começo, que TODOS temos dentro de nós um MUNDO que precisa ser compartilhado, fará com que um dia:TUDO faça parte de TODOS e sejamos UM com DEUS.Receba o meu abraço!

domingo, 22 de abril de 2007

DEM quem é este jegue?

Os ultra-direitistas resolveram assumir de vez sua postura servil, permitindo que fosse restaurado ipsis litteris o nosso passado colonial e, ainda, usando o mesmo produto, isto é, a cana-de-açúcar. Conseqüentemente, trocaram também a sigla PFL (Partido da Frente Liberal) para um ideologismo mais apropriado: DEM (de DEMOcratas – como disse o Josias).
O DEM de lá usa como símbolo a imagem de um asno e nada mais justo do que tupiniquinzar o mascote para os DEM de cá.

Agora é só escolher o nome do jegue.

domingo, 15 de abril de 2007

Colored People – Colored World


“...E, para aqueles que nas Igrejas continuam sentados, decidindo sobre a emergência ou não de se lutar contra a Aids, deixe-me falar no púlpito por alguns momentos.
Por que, qualquer que seja a nossa idéia sobre quem é Deus, ou mesmo se ele existe, a maioria vai concordar que Deus tem um lugar especial para os pobres. Os pobres estão onde Deus está.
Deus está nas favelas, nas caixas de papelão utilizadas como casas.
Deus está onde a esperança já se foi e as vidas estão arrasadas.
(aplausos em pé)
Deus está com a mãe que infectou sua criança com um vírus que irá ceifar ambas as vidas.
Deus está no choro da destruição que ouvimos nos tempos de guerra.
Deus, meus amigos, está com os pobres, e Deus está conosco se nós estivermos com eles.
Isto não é um fardo, isto é uma aventura! E não deixe ninguém dizer a você que não pode ser feito.
Nós podemos ser a geração que acabou com a extrema pobreza!
Obrigado!”

Bono Vox, ao receber uma premiação do NAACP (Nacional Advancement of Colored People).

domingo, 8 de abril de 2007

KLB - Knut, Lula e Boeing-Atrasado

Neste último início de semana, três assuntos se tornaram uma verdadeira “poluição visual” na minha tela do noticiário online. O gracioso ursinho Knut (filhote de urso polar que foi salvo), o apagão aéreo (será que alguém está brincando com a nossa cara?) e o nosso presidente de “pelúcia” (ainda tem gente que gosta) em viagem aos States.
O Knut, virou mania... os passageiros aéreos, continuam esperando... e muitos desejaram que os responsáveis pela Infraero tivessem o fim que o Knut não teve!
E, o nosso presidente? Bom, acho que foi mais ou menos isto que ele pensou em fazer...

terça-feira, 20 de março de 2007

Dito pelo Dito


Depois da encalorada declaração de nosso sui-generis presidente, a respeito da posição do governo quanto à distribuição de preservativos em todo o Brasil. Como nos velhos e já muito saudosos discursos sindicalistianos, Lula declarou enfática, rouca e presa-lingüisticamente:
“Não importa se papai não gosta, se mamãe não gosta, se a igreja não gosta... tem que dar preservativo pra todo mundo... e ensinar como usar!”
Nota de esclarecimento: Penso que a solução para os problemas que a sociedade tem com a gravidez precoce e o aumento das doenças sexualmente transmissíveis (como a AIDS), está em uma relação monogâmica estável entre o homem e a mulher, chamado pelos antigos de "casamento".

segunda-feira, 12 de março de 2007

Zédopó


Precisa dizer mais alguma coisa?

quinta-feira, 8 de março de 2007

Der Führerkind


Aparentemente, o diretor alemão Dani Levy tenta, em seu filme “Mein Führer”, desmistificar Adolf Hitler, retratando-o como uma criança cercada de caras maus. Prefiro a concepção de Chaplin, em “O Grande Ditator”, que mostra Hitler como um cara mau que age como criança, cercado de crianças que agem como caras maus.


domingo, 4 de março de 2007

Piá 1


Uma ONG está propondo distribuir laptops para crianças pobres de países subdesenvolvidos para a “educação”. Esta charge fala de um menino de favela, do morro, da vila, da periferia ou de qualquer nome que você queira dar. Fala de uma realidade que provavelmente a ONG, em questão, nem sequer imagina que exista.